22 março 2005

Sócrates

Do pouco que vi relacionado com a apresentação/discussão do Programa do Governo/Sócrates, a sensação que fica, é de que afinal o Sampaio tinha mesmo razão.Viu-se talvez pela primeira vez, confragedoramente no Parlamento, numa apresentação de Programa de Governo a não existência de uma Oposição de dentes afiados, á espera e preparada para morder á mais pequena oportunidade, no novo Governo. Afinal isto estava tudo preso por arames, em referência a quem estava no poder, bem entendido, Santana/Portas e Companhia, era tudo faz-de-conta, tudo era envernizado para dar a sensação de que alguém tinha poder a nível governamental. Bastou o Presidente questionar a "Companhia", via voto eleitoral, para que os partidos PPD/PSD/PP se desmoronasse por uma qualquer implosão partidária.