27 agosto 2005

SEM STRESS...

Quando o Marquês morria de tédio, numa Praça ainda longe das loucas correrias dos nossos dias

1 comentário:

Guilherme Afonso disse...

Esse era o tempo em que alguém escreveu no pedestal: Oh Marquês, vem cá abaixo que eles já cá estão outravez.