24 agosto 2006

O regresso

É sempre bom o regresso a sítios de que gostamos. Depois deste breve interregno blogueiro preenchido pelas férias anuais decorrentes da vida profissional, eis que reinicio esta sempre aliciante viagem por caminhos porventura já percorridos, mas onde a curiosidade em saber de novos caminhantes e que mensagens eles possam trazer, justifica plenamente esta escolha há já mais de um ano trilhada.
Bem desejaríamos que algo tivesse mudado durante esta ausência..., que os comportamentos e as atitudes dos homens tivessem sido outros, com mais justiça , mais imparcialidade e correcção nas decisões tomadas e acima de tudo que as vontades tivessem sido definitivamente direccionadas para o justo equilíbrio da vida, das nossas vidas. Que bom seria que as notícias fossem outras, em que o sofrimento humano de tanta gente que nos é oferecido gratuita e repetidamente pelas televisões, pudesse ser substituído pela natural alegria de viver, respeitando sem sofismas a dignidade de quem tem o direito e o querer de ser diferente. Mas não. Há gente, ainda há gente, que insensatamente teima em pensar num mundo à sua medida e vontades, onde a persistente adulteração de regras internacionalmente aceites cabe sempre estupidamente nas suas mentes tremendamente doentias. Mas..., Eles não sabem, nem sonham, que o sonho comanda a vida, que sempre que um homem sonha, o mundo pula e avança... e um dia quem sabe, se possa viver onde o respeito mútuo pela diferença e a dignidade nas relações entre todos, sejam traves mestras numa realidade efectivamente aceite nas estruturas colectivas das sociedades. Vamos pois, estar (cada vez mais) atentos...

2 comentários:

magnolia disse...

Este texto é um hino à esperança e a confirmação de que ainda existem pessoas dispostas a alterar o paradigma do sistema e a lutar por um mundo melhor. Vamos pois continuar atentos, e não só, continuar também dispostos a despertar as consciências com esse mesmo objectivo.
Tenho a informar que, à sua revelia, foi acorrentado lá no meu blog. Desculpe o abuso.

a.castro disse...

Bom regresso!
Pois... "Bem desejaríamos..." tudo isso (muito bem dito, devo acrescentar). Mas não conseguimos :( Os políticos que governam, na sua generalidade, são teimosos que nem burros!
[Nota: faço minhas as palavras que a "magnolia" escreveu no último paráfro do seu comentário]